Notícias

18
mar
2017
    Publicidade
Amazon Beer

A floresta na garrafa

Uma das pioneiras no Brasil, e a primeira do Norte e Nordeste do país, a Amazon Beer, de Belém/PA, afirmou-se como uma cervejaria que está muito próxima da criação de uma identidade brasileira de cerveja, destacando-se pelo uso dos insumos da floresta amazônica. Hoje, ela produz 80 mil litros/mês, tem a marca licenciada para a Inglaterra, exporta direto para o Japão, está presente numa grande rede alemã e participa de feiras, exposições e concursos para fortalecer a marca na Europa. No Brasil, está em 11 estados. A produção é tocada por 75 funcionários, no brewpub e na cervejaria. Em 2011, surgiu uma nova planta da fábrica, quando ela saiu da Estação das Docas, onde ficou por 10 anos. E em 2016 ela foi ampliada em mais de 30%.

“Meu pai fundou a Amazon quando eu tinha 12 anos. Ele sempre foi apaixonado por cerveja. Trabalhava, mas não exatamente no que ele gostava. Estava procurando um novo negócio. E encontrou uma reportagem sobre cervejas artesanais”, diz Caio Guimarães. Arlindo Guimarães, o pai, confirma: “Havia um completo desconhecimento sobre cerveja aqui. Eram três ou quatros microcervejarias: a Alles Bier, Colorado, Continental, Dado Bier e a Ashby, não lembro bem. Mas tinha ‘balada’ no meio. Acho que foi um erro deles.” A própria Amazon inicialmente surgiu como um brewpub, na Estação das Docas, onde fabricou suas primeiras cervejas. Arlindo percebeu que o movimento artesanal estava se expandindo nos EUA e Europa, já havendo também alguma coisa na Argentina e no Chile.

 

 

Quer ler esta matéria na íntegra? Adquira já sua edição #27!