Cerveja e futebol lado a lado na Copa do Mundo - Revista da Cerveja

Notícias

10
jun
2018
    Publicidade
Cerveja e futebol lado a lado na Copa do Mundo

Ainda que o valor total do mercado cervejeiro seja estimado em US$ 8 bilhões, a cerveja artesanal não é uma parcela significativa no cenário russo. Sua participação cresce ano a ano, mas representa apenas 3% do mercado, segundo Max Makherov, diretor de marketing do Grupo NPM, de equipamentos cervejeiros, que fica em Novosibirsk, na Rússia. Max nos guia pela cena cervejeira russa atual.

Dentro de todo o mercado, o setor das cervejas diminuiu nos últimos cinco anos em quase 15%, mas, em compensação, o segmento das artesanais cresceu 25%, além de ter duplicado o número de cervejarias e microcervejarias. “A novidade que está deixando todo mundo de queixo caído é que 11 principais cervejarias pertencentes a grandes produtores internacionais estão ficando para trás em relação às artesanais e algumas inclusive fechando”, comenta Max. Com o seu surgimento, em meados de 2007, o mercado artesanal estima que o segmento já está 10 vezes maior e ainda crescerá 6% só neste ano. São diversas microcervejarias surgindo a cada dia, fazendo com que o marketing share das pequenas empresas represente 40% do mercado, enquanto marcas mais renomadas não conseguem sair dos 60%.

Os amantes de cerveja que viajarem até a Rússia para assistir aos jogos da Copa do Mundo de 2018, terão à sua disposição além de belos estádios de futebol, diversas cervejarias para conhecer. A cidade de Kaliningrado por exemplo, é conhecida como a capital da cerveja da Rússia, devido a sua diversidade de bebidas reconhecidas por serem boas e baratas. As mais típicas da região são as leves e com notas claras, com destaque para a famosa Jigulyevskoye, tradicional e icônica na Rússia desde a era soviética. Se no Brasil a relação entre cerveja e futebol não é novidade para ninguém, na Rússia não é diferente.

Max explica que tanto as cervejas mainstream quanto as artesanais são as companheiras de quem assiste aos jogos, porém, assim como no Brasil, na Rússia é proibida a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, além de também não ser permitido o consumo na rua ou em qualquer outro lugar público. A única exceção acontece durante a Copa, devido à obrigatoriedade da FIFA em relação aos seus patrocinadores, portanto, é necessário estar atento às datas específicas para isso. Neste ano, a liberação acontece de 14 de junho a 15 de julho, período de disputa da competição.

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição #34  da Revista da Cerveja.

Foto: Divulgação