Notícias

09
abr
2017
    Publicidade
FAZENDO CERVEJA – Berliner Weisse

Por Alessandro Morais da Lamas Brew Shop

A Berliner Weisse é uma cerveja de trigo de coloração clara, leve e com acidez marcante, originalmente produzida nas redondezas de Berlim. No passado, mais de 700 cervejarias berlinenses fabricavam suas versões, porém chegamos aos dias de hoje com apenas duas cervejarias mantendo a tradição. A boa notícia é que cervejarias ao redor do mundo resgataram o estilo, tornando-o mais acessível.

A Berliner Weisse, que uma vez foi chamada por Napoleão Bonaparte de “Champagne do Norte”, deve sua acidez à fermentação mista de leveduras Ales com lactobacilos. A acidez, junto com a alta carbonatação e o baixo teor alcóolico, faz deste estilo o mais refrescante da Alemanha. O termo “weisse” significa branco e não trigo. Ainda que o nome sugira uma relação com as Weissbier da Bavaria, com exceção do uso comum do trigo e de leveduras Ale, a acidez característica das Berliner Weisse a torna totalmente distinta das demais cervejas de trigo.

As Berliner Weisse são muito leves, graduação alcoólica em torno de 3%, com pouco ou nenhum aroma e sabor de lúpulo e com uma distinta acidez final, que faz a boca salivar. Tradicionalmente, é servida com um xarope de frutas como a framboesa, para aliviar a acidez. Possui uma acidez lática limpa, proveniente dos lactobacilos, sem nenhuma nota “selvagem” das fermentações com Brettanomyces. A cerveja pode ser límpida ou levemente turva com uma coloração clara.

No Guia de Estilos do BJCP, a Berliner Weisse é descrita como tendo densidade inicial de 1.028 – 1.032, cor muito clara, de 2 – 3 SRM, com baixo teor alcóolico, de 2,8% a 3,8% ABV, e amargor de baixo a nenhum, entre 3 a 8 IBU.

 

 

Quer ler esta matéria na íntegra? Adquira já sua edição #27!