The Black Swan: foco no chope - Revista da Cerveja

Notícias

14
jun
2018
    Publicidade
The Black Swan: foco no chope

Na aprazível Lagoa da Conceição, em Florianópolis/SC, esse autêntico pub, trazendo um nome relativamente comum das casas do gênero na Inglaterra, foi fundado por Aidê Maria Campos em março de 2009. A casa chegou com ênfase em chopes, esportes e música, predominando pop rock nos fins de semana e jazz nas segundas.

A relação com a cultura cervejeira começou desde cedo. “Sempre trabalhamos com chopes importados — a linha Fuller’s, de Londres, e Guinness, de Dublin, e algumas artesanais”, informa Aidê. “Porém, já trabalho mais com as cervejas especiais. Até recentemente, predominavam as garrafas. Atualmente trabalhamos quase que exclusivamente com chope: são 47 torneiras na casa. Alguns chopes são fixos e outros são trocados regularmente, conforme disponibilidade e rotatividade.”

A maioria tem procedência na produção local, de microcervejarias regionais, mas o Black Swan também disponibiliza nacionais e internacionais. Os destaques nacionais: Session IPA, da cervejaria da Lagoa, West Cost IPA, da cervejaria Unika, Pilsen, da Klaus Bier, e Russian Imperial Stout, da cervejaria Sunset. Os internacionais: Guinness Draught Stout, Old Speckled Hen e da Fuller’s: London Pride, Honey Dew, IPA e Black Cab. A casa conta com funcionários especialistas em cervejas, como Leandro Chiarelli, coordenador de cervejas artesanais. “Nossos garçons também passam por um breve treinamento.” Além dos chopes artesanais, o pub dispõe de uma carta uisqueira com 22 marcas e outra carta com 31 coquetéis clássicos.

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição #34  da Revista da Cerveja.

Foto: Matheus Ferreira de Souza