Rótulos: roupagem visual à cerveja

Produção: Fabiane Pereira/RC | Texto: Emílio Chagas e Letícia Garcia | Ilustração: Iuri Lang Meira

Cada vez mais criativos e ousados, os rótulos estão acompanhando a evolução da cerveja artesanal em toda a sua explosão. Mas a realidade chama, e existem normas bem definidas e até rígidas, porque os rótulos são, antes de tudo, um canal de informação aos consumidores sobre o produto. Muitas vezes decisivos na escolha na gôndola, captando o cliente com as suas cores e atrativos.

Randy Mosher é uma das autoridades do assunto no mundo. Consultor em branding e desenvolvimento de novos produtos, designer de marca e embalagem, autor de cinco livros sobre cerveja, envolvido em todas as fases do processo criativo de cervejarias da região de Chicago (EUA), Randy é formando no Instituto Siebel e, além de tudo, é homebrewer. Para o americano, é importante entender este trabalho.

“O design é uma forma de psicologia aplicada. Levei anos para entender que a estética não é o objetivo. Como designers, queremos fazer coisas bonitas para colocar em nosso portfólio e sermos artistas famosos e bem-sucedidos. Mas nosso trabalho é fazer com que as pessoas pensem de maneira diferente, percebam e depois mudem de ideia sobre os produtos que projetamos.”

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição 46 da Revista da Cerveja.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*