Ainda longe da autossuficiência

Malte

É consenso que a tão sonhada autossuficiência dos insumos de cerveja é condição para que o país consolide a sua maturidade produtiva cervejeira — mesmo já sendo, hoje, um dos grandes produtores mundiais. Lúpulo, já a caminho, com indicadores altamente positivos, cevada e malte, resguardadas as proporções, na mesma situação. Ainda, contudo, estamos longe da tão almejada independência das importações do mercado externo.

Mas as cultivares de cevada vão se desenvolvendo bem, em especial nas regiões mais frias do Sul do Brasil, e as maltarias aumentando, cada vez mais, a produção de maltes — algumas, inclusive, já começando a produzir maltes especiais. Prosseguindo a série de atualizações sobre a realidade desses insumos no país, a Revista da Cerveja ouviu especialistas no cultivo de cevada e produção malteira. Confira o que há de novo:

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição #38 da Revista da Cerveja.

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*