Caropreso com cerveja — Algumas das premiadas de 2021 no CBC

Por Luiz Caropreso, sommelier de cervejas, professor pela Doemens Akademie e diretor da BeerBiz  — Cultura Cervejeira.

Olá meus amigos cervejeiros.

O Concurso Brasileiro de Cervejas tem se consolidado como um dos mais importantes do mundo, trazendo um retrato muito fidedigno da evolução da cerveja no Brasil. Hoje já vemos estilos complexos, de fermentação espontânea, inspirados em cervejas da escola belga ganhando medalhas, como por exemplo alguns exemplares da Cozalinda de Florianópolis, dos quais já falei neste espaço há alguns meses.

Outro fato que chama a atenção é o número de novas cervejarias que nunca haviam participado antes – mais de 160 e a diversidade de estilos e experimentações, mais um sinal de que a cerveja brasileira evolui a passos largos. Selecionei algumas delas, que chamaram minha atenção por um ou outro
motivo.

Cerveja: Narcose Lager
Estilo: German Style Pilsner
Cervejaria: Cervejaria Narcose – Acesso Rua Lateral, 80 Bairro Condado de
Capão, Capão da Canoa – RS
ABV: 4,2%

Sempre digo que o clima brasileiro é muito propício para cervejas leves e refrescantes. A Lager da Narcose é um exemplo disso, uma prova que é possível se produzir uma cerveja saborosa, com essas características de pouca complexidade e teor alcoólico “mais tranquilo”. Não foi por acaso que ganhou a medalha de ouro da categoria e prata dentre as melhores do concurso.

Uma cerveja límpida e cristalina, de amarelo brilhante, muito equilibrada e refrescante. Como eu disse, super apropriada para os dias quentes de nosso país. Ela é uma prova que cervejas equilibradas e fáceis de se beber são muito difíceis de se executar. Sugiro harmonizar com peixes fritos como manjubinha, pescada e tilápia. Harmoniza muito bem, também com queijo tipo Minas Frescal e Muçarela.

Cerveja: Escafandrista Dreaming of Mandarinas
Estilo: Experimental IPA / Double IPA
Cervejaria: VRY Escafandrista – Piracicaba, SP
ABV: 8,5 %

A Escafandrista é uma pequena cervejaria do interior de São Paulo. Se é pequena, levando-se em conta parâmetros como produção, é gigante em competência. Seus cervejeiros colocam suor e paixão em seu trabalho. A Dreaming of Mandarinas é uma Double IPA que levou adições massivas dos lúpulos Citra, Sabro, Mandarina Bavaria e Summit, justamente por seu perfil sensorial que remetem a frutas cítricas como laranja e tangerina (mexerica, bergamota).

Esse sabor frutado, disfarça seu amargor de 70 IBU de tal forma que a gente só vai sentir algo amargo no retrogosto. A cor dessa cerveja é linda. Um laranja com feixes acobreados coroado por uma camada de espuma muito branca e densa. Tem corpo médio e combina muito bem com fatias de queijo gorgonzola (indico o Dolce da Serra das Antas) com geleia de laranja ou de tangerina. Vai dar um contraste delicioso também com pernil ou lombo suíno, assados na brasa.

Cerveja: Sabores do Malte – Cachorro Louco
Estilo: Rye IPA
Cervejaria: Sabores do Malte – Av. João Paulino Vieira Filho, 190 – Zona 01,
Maringá – PR
ABV: 6,5%

Mais que uma cervejaria do Paraná, a premiadíssima (1 ouro, 3 pratas e 2 bronzes) Sabores do Malte traz consigo um brewpub inspirado nos conceitos de gastronomia autoral. Cervejas e pratos deliciosos e criativos valorizam esse gastropub que já virou referência na cidade de Marngá, atraindo turistas de
vários estados brasileiros.

Vou me ater à Cachorro Louco, uma Rye IPA que angariou a medalha de ouro. De coloração avermelhada e sabores intensos, traz o centeio que lhe empresta corpo e uma textura mais densa. Aromas de lúpulo e especiarias completamente, com equilíbrio, o perfil sensorial dessa bela criação. Vocês podem encontrá-la na versão chope no brewpub Sabores do Malte em Maringá, @saboresdomalte.

Para harmonizar, dentre as inúmeras possibilidades do cardápio, eu destaco o Eisbein (Joelho de Porco defumado) que vem acompanhado de salada de batatas no estilo bávaro ou as Chicken Hot Spicy, tirinhas de frango empanadas, guarnecidas por molho apimentado.

Cerveja: Celebration RéveilLohn 2021
Estilo: Belgian-Style Lambic
Cervejaria: Lohn Bier – Rodovia SC 390, Km 432 – Km 107, Lauro Muller/SC
ABV: 4,6%

Quando comecei no segmento cervejeiro, há10 anos, nunca imaginei que uma cervejaria brasileira pudesse vir a produzir cervejas no estilo Lambic. E menos ainda, que seriam cervejas dignas de ganhar medalha numa competição como o Festival Brasileiro de Cervejas. E não é que a Celebration da Lohn Bier conseguiu isso! Se bem que não se poderia esperar muito menos de quem criou a premiada Carvoeira, uma deliciosa Stout que leva Funghi Secchi e Cumaru.

A Celebration ReveilLohn é uma cerveja sazonal, comemorativa, safrada, numerada, tratada com tanto carinho que é envasada e rotulada uma a uma, à mão. Passa por estagio em barricas de carvalho por 18 meses e sua fermentação é mista (Brettanomices Bruxelensis e Lactobacillus brevis). Uma cerveja para quebrar ciclos, como diz o slogan da Cervejaria. Para harmonizar, sugiro um italuanissimo “Crudo de Carni”, Carpaccio, Vitelo Tonnato e queijos tipo gorgonzola e pecorino bem maduros.

Consultem a lista das premiadas no Festival Brasileiro de Cervejas 2021 e se puderem experimentem algumas delas. Se puderem, me escrevam dando sua opinião. É só mandar um direct no Instagram @luiz.caropreso. Até a próxima.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*