Caropreso com cerveja: cervejas para curtir o frio

Por Luiz Caropreso, sommelier de cervejas, professor pela Doemens Akademie e diretor da BeerBiz – Cultura Cervejeira.

Olá, meus amigos cervejeiros! O inverno chegou e, com ele, nossa vontade de nos alimentarmos com pratos reconfortantes acompanhados de bebidas que nos aqueçam. Não é porque a cerveja é conhecida no Brasil como “loira gelada” que não haja opções deliciosas e complexas que aquecem e acariciam nossa alma! Inverno pede Bock, Barley Wine, Imperial Porter e por aí vai. Pensando nisso, seguem minhas dicas para vocês curtirem melhor esse friozinho gostoso.

  •  A Wäls Alambique County é uma dessas. Elaborada em parceria com a Goose Island, de Chicago (EUA), leva bananas passas e castanha de baru em sua receita. Após ficar maturando durante cinco meses em barris de carvalho, utilizados anteriormente para maturar cachaça, essa “Black Tripel” vai se transformar numa sofisticada e deliciosa bebida com 12% de álcool. Quero indicar para acompanha-la um tradicional prato mineiro: canjiquinha com costelinhas. Faça essa iguaria com costelinhas suínas defumadas. Só de pensar na combinação, já estou salivando!
    5592854_Colaborativa_Goose_1000_1000
  •  Tripelbock 28,uma “sugar bomb” com 12,9% de álcool, produzida pela Cervejaria Dádiva, em Várzea Paulista/SP, se apresenta com corpo muito alto e tem uma textura aveludada que chega a acariciar a boca a cada gole. Com deliciosas notas aromáticas de malte, caramelo, algum toffee e chocolate, essa cerveja vai combinar muito bem com pratos fortes, queijos untuosos e potentes e sobremesas de sabor marcante. Experimente com joelho de porco frito guarnecido de batatas e chucrute temperado com bacon, queijo Parmigianno Regiano ou queijo Tulha da Fazenda Atalaia.
    Tripelbock 28
  •  Straffe Hendrik Quadrupel, da cervejaria belga De Halve Maan. Esta deliciosa Belgian Quadrupel tem 11% de ABV e é produzida de acordo com métodos seculares das cervejarias de abadia. Tem coloração castanho escuro, aromas intensos de malte, tostados, madeira, alcaçuz e especiarias, com notas sutis de frutas secas e negras. Na boca, traz equilíbrio de doces e amargos, com um final seco. Combina muito bem com queijos como Rochefort, Gorgonzola e Stilton.
    straffe-hendrik-brugs-quadrupel-33cl
  • Baden Baden Red Ale, feita pela cervejaria Baden Baden, em Campos do Jordão/SP, e que, apesar do nome, é uma Barley Wine com 9,2% de teor alcoólico. Bastante complexa, encorpada e aveludada, é uma cerveja bastante equilibrada no que tange aos gostos básicos, com destaque para um dulçor inicial e um agradável residual amargo. Nos sabores, caramelo, malte de cereais, toffee, com algumas notas tostadas e um herbal proveniente dos lúpulos. Harmoniza bem com comidas robustas, como pernil de javali assado com cebolas, batatas, carás e mandioca, regados com azeite e com a redução do próprio pernil. Combina também com um denso Crème Bruleé.
    baden-baden-red-ale
  • Para encerrar, sugiro a Cerveja do Amor da Bodebrown, de Curitiba/PR. Esta cerveja foi criada pelo Samuel Cavalcanti para homenagear sua namorada. Na edição de 2017, a Cerveja do Amor, uma Fruit Beer elaborada a partir da base de uma Saison, na qual se adicionaram amoras, chega às nossas taças com inebriantes 14% de teor alcoólico. Aromas rústicos do estilo, perfumados com um delicioso frutado proveniente das amoras e sabores agridoces combinam perfeitamente com sobremesas à base de chocolate. Quero sugerir um fondue de chocolate. O fermentado vai limpar o palato para novos bocados de frutas mergulhadas em um denso chocolate derretido.
    Cerveja_20Bodebrown_20-_20Do_20Amor_20_28330ml_29

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*