Caropreso com cerveja — Dia dos Namorados no “confinamento”

Caropreso

Por Luiz Caropreso, sommelier de cervejas, professor pela Doemens Akademie e diretor da BeerBiz  — Cultura Cervejeira.

Olá, meus amigos cervejeiros.

Este ano iremos comemorar o Dia dos Namorados de um jeito diferente, ou seja, isolados em nossas casas. Mesmo que quiséssemos sair, além de ser uma insanidade, não teríamos para onde ir, uma vez que a grande maioria dos bares e restaurantes do país estão fechados.

No entanto, muitos deles estão fazendo entregas, seja através de aplicativos ou pelo serviço de entrega do próprio estabelecimento. Vou sugerir cervejas e comidinhas que você pode pedir por telefone ou internet e assim não deixar de comemorar a data com a pessoa amada.

E se por acaso vocês não morarem juntos, peça pra você e para ele (ela), cada um recebe em sua casa, vocês combinam um papo por video no Whatsapp, Skype, Zoom, etc. e, ao menos desse jeito, não deixarão de comemorar.

Minhas sugestões são bem diversificadas, tentando abranger a maior parte dos gostos, afinal, sempre tem uma cerveja que se encaixa ao paladar de todos nós.

Cerveja: Lindemans Pêcheresse
Estilo: Fruit Lambic
Cervejaria: Brouwerij Lindemans – Belgica
ABV: 2,5%

Essa é para os casais apaixonados por cervejas menos intensas mas muito aromáticas. Aconselho servir em taças tipo flute. A garrafa é arrolhada e ainda leva uma tampa metálica, portanto muna-se de um abridor com saca-rolhas.

Tem coloração amarelo claro com feixes rosáceos quando se coloca a taça contra a luz e espuma muito alva. O aroma de pêssegos é inebriante. Seu dulçor é moderado e equilibra-se com elegante acidez.

Como o teor alcoólico é muito baixo, agrada até quem não está habituado a bebidas alcoólicas. Sugiro servir como entrada ou como brinde final. Acompanhe com frutas frescas – uvas, morangos, kiwi. Vai bem com damascos secos e uvas passas brancas, castanha de caju, pistache, macadâmia e nozes.

Cerveja: Ashby IPA Nirvana
Estilo: American IPA
Cervejaria: Ashby, Amparo, São Paulo
ABV: 5,5%

Essa é pra quem começou a se encantar com amargores e sabores frutados provenientes dos lúpulos americanos. Uma cerveja leve, de coloração dourada e boa formação de espuma.

Traz nos aromas, além dos cítricos que o estilo pede, deliciosas notas de frutas amarelas, em especial manga e pêssego. Essa IPA está muito bem equilibrada e é detentora de medalhas em alguns concursos internacionais. É uma bela sugestão pra quem esta começando a enveredar pelo mundo das Índia Pelé Ale, estilo tão apreciado pelos consumidores brasileiros.

Pra harmonizar, vamos continuar na praticidade. Uma combinação que eu, particularmente, adoro são lascas de queijo gorgonzola ou roquefort e azeitonas pretas chilenas, intercalando com goles fartos da Nirvana.

Cerveja: Bodebrown – A Cerveja do Amor
Estilo: Saison (com adição de amoras)
Cervejaria: Bodebrown, Curitiba, Paraná
ABV: 8%

Uma verdadeira declaração de amor do nosso “Einstein” das cervejas, Samuel Cavalcante à sua namorada na época, e atual esposa. Não dá pra pensar em um ato mais romântico do que esse pra um casal cervejeiro, não é mesmo?
“O rótulo traz um detalhe do quadro Piramo y Tisbe, de Pierre-Claude Gautherot produziu em 1799, inspirado no conto mitológico de Ovídio”. Vale dar uma “googada” pra conhecer a história que supostamente inspirou Shakespeare para escrever Romeu e Julieta.

O que nos importa, é que no conto existe uma referência à cor das amoras e é justamente esse fruto que o Samuel usou nesta receita. A Cerveja do Amor possui uma coloração coral com feixes rosáceos. O toque das amoras traz, além de delicioso frutado, uma acidez que equilíbra e lapida as arestas rústicas do estilo. Vocês irão perceber também um adocicado sutil proveniente dos maltes.

Essa cerveja combina muito bem com uma salada Thay, cheese cake de frutas vermelhas e queijos de mofo branco novos, sem muita maturação.

Cerveja: Avós – A Véia de Havana
Estilo: Sour Lager
Cervejaria: Avós, São Paulo, SP
ABV: 5,5%

Imaginem uma Sour Lager com zests de limão que passou por barricas de carvalho onde foi maturado o famoso Run Havana Club 3. O resultado é uma cerveja dourada, com acidez bem presente e sabores que remetem ao drink daiquiri.

Esse é mais um produto da linha que a cervejaria Avós vem criando inspirada em drinks da coqueteleira internacional. A Avós, pra quem ainda não conhece, é, na minha modesta opinião, a cervejaria que produz as melhores Lagers do país. Essa cerveja, pra aumentar seu charme, deve ser servida numa taça martini, guarnecida com uma rodela de limão siciliano.

Combina muito bem com queijos mais salgados, como parmesão, pecorino e parmiggiano reggiano. Experimente também com torta de limão ou laranja.

Que todos tenham um ótimo Dia dos Namorados. Não importa a distância desde que, de alguma forma, estejamos conectados com as pessoas que amamos. Até a proxima!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*