Concurso Brasileiro de Cervejas abre inscrições

Texto: Andréia Ramires | Foto: Daniel Zimmermann

As inscrições do Concurso Brasileiro de Cervejas estão abertas para a competição de 2020. O prazo será até o dia 20 de janeiro e a avaliação ocorre entre 7 e 9 de março, em Blumenau/SC.

Na edição do ano passado, quase 3,2 mil rótulos foram inscritos no Concurso. A expectativa da organização é manter esse patamar. O Concurso Brasileiro de Cervejas é uma realização da Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (Ablutec) e já conta com mais de 80 jurados nacionais e internacionais confirmados para o julgamento.

O prazo estipulado para que as cervejas cheguem é de 17 a 21 de fevereiro. As inscrições são feitas pelo site do Concurso. No link, também é possível ter acesso ao regulamento completo, aos vencedores dos anos anteriores e ainda saber quem são os juízes já confirmados.

“Reunimos mais de 20 nomes nacionais, de todas as regiões, para que sugerissem e aprovassem quem são os profissionais que vão avaliar as cervejas. A partir daí, os convites começaram a ser feitos”, explica Fernanda Bressiani, coordenadora técnica da competição pela Escola Superior de Cerveja e Malte.

A coordenadora ainda acrescenta que a diversidade é um ponto importante. “Temos uma presença forte de mulheres e de representantes de estados que aparecem pela primeira vez”, complementa. Os estrangeiros confirmados vêm de 15 países diferentes até o momento.

Ação social

Outra novidade é uma destinação social para as cervejas excedentes do Concurso. Como nas edições anteriores, cada rótulo inscrito terá oito garrafas a disposição da avaliação dos juízes. O número é necessário para que, caso cheguem ao mais alto patamar do júri, o Best of Show que elege as receitas com as notas mais altas do evento, seja possível a análise.

Os rótulos que não forem utilizados no processo e na premiação serão doados a três instituições sociais de Blumenau/SC, que farão uma venda às cegas durante todo o ano de kits de cervejas. Sem saber o que vai levar, o consumidor pagará diretamente às entidades o valor de R$ 30. A renda será revertida para as ONGs escolhidas.

Integrante do conselho consultivo, Estevão Chittó comenta que a ideia foi bem recebida pelo grupo. “A destinação dessas garrafas não era clara e, para o mercado, é interessante saber que a nossa cerveja será usada por instituições sérias para a manutenção das suas atividades”, diz. Chittó é sócio da Suricato, cervejaria que ganhou como melhor marca em 2019 e participará novamente em 2020.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*