Decreto inclui cervejarias nos serviços essenciais

Texto: Andréia Ramires | Foto: Reprodução

Para enfrentar a pandemia do Coronavírus, o Decreto 10.282 incluiu o trabalho de cervejarias entre os serviços essenciais para enfrentamento de crise.

O Decreto que entrou em vigor no dia 20 de março, determina que certos serviços públicos e algumas atividades são essenciais para o atendimento da comunidade. O Artigo 3º incluiu a atuação do setor de bebidas, colaborando com que o serviço das cervejarias possa seguir em em operação: “XII – produção, distribuição, comercialização e entrega, realizadas presencialmente ou por meio do comércio eletrônico, de produtos de saúde, higiene, alimentos e bebidas”.

Desta forma, o serviço delivery também está permitido no setor, preponderando sobre qualquer legislação estadual ou municipal a respeito da operação. Entretanto, a Associação Brasileira da Cerveja Artesanal (Abracerva) recomenda que o funcionamento desses estabelecimentos ocorram apenas em casos excepcionais para cumprimento de pedidos, manutenções de equipamentos e outras atividades mínimas de subsistência das empresas. 

Em seu site oficial, a Abracerva declarou: “É extremamente importante que as empresas que tomem extrema precaução para a prevenção de contaminação de seus colaboradores e clientes, com o respeito de distância entre as pessoas, ventilação adequada, uso de EPIs quando necessário e atitudes de higienização e desinfecção constante dos pessoas envolvidas e instrumentos de trabalho”.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*