Dicas de harmonizações com comidas de festas juninas

Texto: Andréia Ramires | Foto: Divulgação

Os meses de junho e julho são marcados pelas festas de São João, porém, devido a pandemia, as comemorações deste ano precisaram ser em casa. E para quem quer ter uma experiência gastronômica diferenciada mesmo assim, o mestre-cervejeiro da Ashby, Alexandre Vaz, explica como harmonizar diferentes estilos de cerveja com pratos clássicos do arraial.

Apesar das festas juninas serem tradicionalmente comemoradas do dia 12 de junho até o dia 29 de junho, muitas pessoas estendem as comemorações no mês de julho. A festa tem origem nas comemorações de santos populares de Portugal como Santo Antônio, São João, São Paulo e São Pedro.

Além das gincanas clássicas como a pescaria, prisão e boca do palhaço, impossíveis de realizar nesse período de isolamento social, toda festa junina que se preze também possui um cardápio típico com pipoca, bolo de milho e curau, que podem ser feitas em casa mesmo para não deixar a data passar em branco. Confira as dicas:

– Milho

Seja na espiga com manteiga ou preparado como sobremesa, o milho é algo que imediatamente nos remete às comemorações juninas. Na hora de saborear um bolho de milho cremoso, uma cerveja de trigo como a Weissbier combina perfeitamente. Com espuma cremosa e duradoura, possui aroma frutado e notas de cravo e banana.

– Cachorro quente

Esse lanche democrático, que pode ser facilmente encontrado em qualquer região, foi ganhando novas formas de preparo com o decorrer dos anos, sendo que hoje em dia é possível encontrar desde a versão clássica até as mais elaboradas. Um cachorro quente gourmet com relish de cebola roxa harmoniza com o estilo Índia Pale Ale (IPA). Lupulada e encorpada, é produzida com quatro tipos de lúpulos que dão o aroma e sabor para quem gosta de amargor.

– Bolinho caipira com recheio de linguiça

Como o próprio nome já diz, esse quitute é a cara das festas juninas. Na versão com recheio de linguiça, o brinde deve ser feito junto com uma American Pale Ale. Feita com lúpulos cítricos e florais, ela é refrescante e com amargor médio.

– Pé de moleque

Quando falamos nos doces que são servidos durante o arraial, o pé de moleque é um dos que costumam ser presença obrigatória nas festas. O doce feito com amendoim e caramelo combina perfeitamente com uma Porter. Ela é feita com maltes torrados que transferem a cor escura e o malte Pilsen que traz dulçor, além de traços suaves de chocolate.

– Pipoca

Em toda festa junina a pipoca marca presença, seja ela doce ou salgada. O ideal é que a cerveja seja leve, como é o caso da Pilsen. Com 100% malte de cevada, lúpulos aromáticos e água, possui sabor na medida.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*