Eisenbahn, pioneirismo e democratização da cerveja

A Eisenbahn é uma das marcas pioneiras entre as artesanais, surgida em Blumenau em 2002, tendo à frente o administrador de empresas e empresário Juliano Mendes, junto com o seu irmão Bruno e o seu pai Jarbas. Atualmente, Juliano continua na Eisenbahn como consultor. A microcervejaria abriu muitos caminhos e, após uma trajetória vitoriosa, hoje faz parte da Heineken Brasil e está entre as maiores do segmento.

Para Juliano, trabalhar com cerveja “é algo maravilhoso, que mexe com a emoção das pessoas, que consomem o seu produto por prazer, em momentos especiais, e não por obrigação. Isso faz toda diferença.” Ele lembra o começo de tudo: “Como somos de Blumenau, cidade colonizada por alemães e sede de uma das maiores edições da Oktoberfest do mundo, achávamos, desde muito tempo, que a cidade merecia ter a sua própria cervejaria e, quem sabe, um dia produzir a cerveja oficial da festa”, diz Juliano.

Para facilitar, o seu pai, Jarbas Mendes, representava empresa alemãs no Brasil e viajava bastante para a Alemanha. Acompanhando o pai em algumas viagens, eles perceberam que havia a chance de produzir cervejas de estilos diferentes e com o mesmo cuidado e atenção que os alemães dão ao produto — desde a produção até o momento do serviço. “Mas o ‘click’ final foi em 1997, quando eu e meu irmão (Bruno Mendes) fomos passar uma temporada nos EUA e presenciamos a revolução que acontecia por lá no mercado cervejeiro. Tomamos essa experiência como inspiração para realizar um sonho de anos: criar uma cerveja genuinamente blumenauense.”

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição #41 da Revista da Cerveja.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*