Entrevista: HVG – Cooperação e pesquisa de lúpulos alemães

Entrevistados HVG

Florian Schüll e Andreas Gahr são especialistas em lúpulo e falam sobre o trabalho na cooperativa alemã que reúne produtores de lúpulo.

HVG — sigla em alemão para Hopfenverwertungsgenossenschaft, Cooperativa para Processamento de  lúpulo — é uma cooperativa que reúne os produtores alemães de lúpulo. Sua ação é tanto para o processamento dos lúpulos em pellets e extratos quanto para venda e marketing, e ainda para pesquisa,  registro de cultivares, avaliação de qualidade e marketing internacional.

A primeira iniciativa desse tipo no país foi em 1930, com a DHVG, que acabou sendo incorporada pelo governo no período nazista, mudou o seu foco (negativamente) e acabou indo à falência em 1952, num período de colapso do mercado de  lúpulo. Em 1953, para preencher essa lacuna, foi criada a HVG.

Mesmo com o nome parecido, ela nunca teve ligação direta com a DHVG — ao contrário, tentou criar uma distância para que a queda da DHVG não implicasse em quebra de confiança na nova cooperativa.

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição #36 da Revista da Cerveja.

Foto: Letícia Garcia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*