Fazendo uma New England IPA

Para contar a história da New England IPA, precisamos voltar um pouco no tempo com outro sucesso, as West Coast IPAs, que estouraram por volta de 2008. Apesar de serem originárias da Costa Oeste dos EUA, as cervejarias da Costa Leste (e do mundo inteiro) também faziam essas IPAs carregadas de lúpulo.

Entretanto, alguns cervejeiros começaram a buscar sabores que não encontravam nas IPAs tradicionais e a testar técnicas diferentes. Ficaram incomodados com as técnicas que deixavam a cerveja com uma aparência translúcida, o que diminuía a quantidade de óleos essenciais do lúpulo, e pararam de executá-las.

Além disso, eles optaram por utilizar uma levedura inglesa em vez de leveduras neutras, utilizadas pela costa Oeste, que liberam mais ésteres frutados, combinando com lúpulos com toques de frutas e o uso de cereais não maltados para deixar a cerveja com “um toque aveludado”.

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição #37 da Revista da Cerveja.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*