Leuven e Schornstein estabelecem fusão e criação da CBCA

Assinatura de um Memorando de Entendimento foi feita pelas cervejarias prevendo a união sob a nova marca CBCA. Projeto está em andamento e deve contar com três unidades produtivas no Brasil.

Após meses de negociações, as cervejarias Leuven (SP) e Schornstein (SC) assinaram um Memorando de Entendimento (Memorandum of Understanding — MoU) que indica a intenção de fusão entre as empresas para criação da Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal (CBCA). A proposta é oferecer aos consumidores o portfólio das duas marcas, hoje produzidas regionalmente, de forma a manter a qualidade e oferecer preços mais competitivos. “A ideia é inverter a lógica atual, de microcervejarias com grande capacidade produtiva concentrada em um único local, e montar uma estrutura capilarizada, com fábricas de médio porte espalhadas pelo Brasil e distribuição otimizada”, informa Gustavo Barreira, CEO da Leuven.

O projeto prevê, além das fábricas das cervejarias já existentes, a entrada de uma fábrica já em estágio de montagem na Bahia, consolidando, assim, três unidades em três regiões: Sul, Sudeste e Nordeste. As fábricas produzirão os estilos das duas marcas e ainda existe a possibilidade da criação de uma terceira marca. “Estamos desenhando a arquitetura do portfólio da CBCA, trabalhando a estrutura e os pilares das marcas e, em breve, poderemos lançar uma terceira marca para atuar em um layer diferente das duas atuais. Ou, quem sabe, trazer mais uma cervejaria para este projeto”, vislumbra Gustavo.

A junção das operações deve trazer ganhos de escala imediatos. “Essa união de forças e competências é mais um grande passo na história de mais de 13 anos da Schornstein no mercado brasileiro da cerveja artesanal, fortalecendo ainda mais a nossa posição como uma das cervejarias mais respeitadas do país”, diz Luiz Selke, sócio da cervejaria catarinense.

O próximo passo é a captação pública de recursos pela Leuven, por meio da modalidade equity crowdfunding, que deve expandir e fortalecer a sua comunidade, como uma das etapas de reorganização societária. A Leuven pretende captar R$ 5 milhões em rodada pública de investimentos, que será aberta no dia 8 de agosto pela plataforma do Basement/Kria. O recurso será destinado a investimentos adicionais na CBCA. Na sequência, será feita a preparação dos documentos e as negociações finais da fusão.

 

Logo: Divulgação. Foto ao fundo: Daniel Zimmermann. Montagem: Haron Alves de Deus.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*