Lúcio Rogério Botelho — Um paneleiro premiado

O analista de sistemas, de 43 anos, é um autêntico paneleiro: faz suas cervejas no seu apartamento, usando um fogão de quatro bocas. Mas já arrebata importantes prêmios, como o Panela de Ouro e o 3º lugar no Best of Show do 14º Concurso Nacional das Acervas, realizado em Vitória/ES em 2019.

Membro da Acerva Carioca, ele gosta mais das escolas belga e inglesa, e ultimamente tem feito mais experiências com cervejas relacionadas à primeira. “Existe uma grande variedade de aromas e sabores de cervejas nesta escola e uma riqueza de estilos enorme. Mas também não me prendo a padrões — tento experimentar processos e ingredientes diferentes para realizar novas criações, mesmo neste universo tão variado.”

Para o concurso, enviou oito cervejas, por achar que a concorrência era grande, com muitas outras cervejas boas. “Então, tenho que admitir que nem todas que envio podem estar em seu melhor momento na época do concurso, com pequenos defeitos. Mas também existem questões de gostos pessoais e outros fatores.” Das inscritas, metade foi premiada, ou seja, quatro cervejas. A vencedora do 3º lugar no Best of Show, ainda sem nome, é uma Wee Heavy que Lúcio costumava chamar de “We Have Caramel”. “Mas acho que já tem alguma cervejaria usando este nome por aí ou uma variação, então não tenho mais como usar.”

Quer ler a matéria completa? Adquira a edição 44 da Revista da Cerveja.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*