Mestres do Tempo Maracujá Negro chega ao mercado em edição limitada

Memória, tempo e arte são celebrados na Mixed-Culture Brett Beer da Cerveja Blumenau, que tem rótulo inspirado em obra da Dalí.

Mais uma celebração ao tempo, à complexidade de sabores e a arte de fazer cervejas está chegando ao mercado com a marca da Cerveja Blumenau. A Maracujá Negro, segundo rótulo da linha Mestres do Tempo e medalha de ouro na categoria Mixed-Culture Brett Beer no Concurso Brasileiro de Cervejas em 2021, terá uma edição especial de 700 garrafas rolhadas à venda a partir deste mês.

O rótulo é um blend de duas cervejas que estão maturando em barris de madeira há mais de 15 meses na adega da cervejaria: uma Belgian Dark Strong Ale com adição de framboesas e uma cerveja de fermentação espontânea com adição de polpa de maracujá. Além disso, a Maracujá Negro também foi refermentada com Brettanomyces isoladas, em parceria com a Levteck e com alunos da Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM).

O cervejeiro Marcos Guerra comenta que a medalha de ouro coroa esse rótulo. “Os barris que maturaram essas cervejas estavam entre os primeiros do projeto da adega, que hoje tem mais de 40 cervejas. O que gostamos muito nessa combinação é que os elementos – maltes tostados, framboesas, maracujá – estão transformados, mas seguem presentes. Sensorialmente, é uma cerveja que aponta para onde a linha Mestres do Tempo vai: rótulos com muita complexidade, que podem surpreender até mesmo os apreciadores de cerveja artesanal mais exigentes”, comenta.

A graduação alcoólica da Mestres do Tempo Maracujá Negro é de 7,5%. O IBU (índice de amargor que varia de 0 a 120) é 8 e a temperatura ideal de consumo é entre 5 e 7°C. Para harmonizar, a sugestão é tartare de carne vermelha, tortas com cobertura de chocolate e mousses. É considerada uma cerveja de guarda, categoria que ganha com uma quantidade maior de nuances em aromas e sabores com o passar do tempo de envelhecimento em garrafa.

A Cerveja Blumenau teve nove rótulos com medalha no Concurso Brasileiro de Cervejas em 2021, o que conferiu à marca a prata entre as melhores cervejarias do país. Além da Maracujá Negro, que levou o ouro, a prata ficou com a Frida Blonde Ale, Blumenau Craft Lab Leipzig Gose, Mestres do Tempo Fruit Lambic #10 e Blumenau Mestres do Tempo #7. Levaram o bronze: Macuca Tropicaliente, Blumenau Strong Ale, Blumenau Craft Lab Lichtenhainer e Blumenau Mestres do Tempo #10. Os rótulos que ainda não estão em linha seriam apresentados no Festival Brasileiro da Cerveja, que foi adiado para 2022.

Arte e cerveja se fundem no rótulo 

A proposta da linha Mestres do Tempo é valorizar cervejas que tenham um processo mais longo de maturação e, que a partir dos reflexos do passar das horas, dias e meses, se tornem ainda mais especiais. O rótulo da Maracujá Negro brinca com isso através de uma releitura da obra-prima de Dalí, A Persistência da Memória (1931). Os elementos que compõe a cerveja se relacionam com a obra, que também faz referência ao nome: o tradicional maracujá, envolto em uma cerveja de coloração escura.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*