Ousadia na produção é destaque em concurso de cervejas

1º Concurso de Cervejas Aprazível

Concurso promovido pelo restaurante Aprazível (RJ) revela que ingredientes utilizados nas amostras são pouco tradicionais

Com o objetivo de “incentivar e movimentar o conhecimento sobre a cultura das cervejas”, o 1º Concurso de Cerveja Aprazível está avaliando cervejas enviadas por amadores e cervejeiros profissionais  de todo Brasil. Os estilos escolhidos foram Pilsener, Wit e Session IPA. A etapa de inscrições, concluída no mês de  julho, possibilitou aos organizadores traçarem um perfil do cervejeiro brasileiro, bem como o que é preferência para eles com relação aos ingredientes da bebida.

A iniciativa recebeu amostras de 10 estados  Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina, Bahia, Ceará, Espírito Santo e Pará. As receitas do estilo Session IPA foram as mais enviadas pelos cervejeiros, totalizando 41,38% das inscrições. Já as receitas dos estilos Wit e Pilsen totalizaram 35% e 24% das inscritas, respectivamente.

Fácil de beber, difícil de fazer

O estilo Pilsen apareceu pouco entre as amostras enviadas, fato que, segundo João Hermeto, um dos sócios do Restaurante Aprazível e idealizador do concurso, se explica pela complexidade da receita: “Apesar de a Pilsen ser uma paixão nacional, eu sabia que este não seria o estilo que receberíamos o maior número de receitas. Ela é fácil de beber, mas difícil de fazer. É ação para mestre-cervejeiro”, afirma.

Misturas inusitadas

O segundo colocado no número de receitas inscritas, o Wit, figura como uma tendência no paladar dos brasileiros. Cilene Saorin, mestre-cervejeira e curadora do concurso,  diz que a aposta no estilo para os próximos anos é grande, pois ele é composto de elementos tropicais, que combinam com o clima do país, como casca de laranja e coentro.

Foi no estilo Wit que a preferência por ingredientes inusitados ficou mais evidente – quase 60% das receitas fugiam do convencional. Para conferir o aroma cítrico e de especiarias, os inscritos utilizaram itens como limão siciliano, tangerina, lima da pérsia e até cupuaçu em substituição à laranja. Pimenta jamaicana, camomila, zimbro, cravo e noz moscada foram usados para substituir a tradicional semente de coentro. Já nas Session IPAs foram utilizados ingredientes como o ginseng, erva-mate, tamarindo, cajá e até a rapadura entrou na mistura. Em algumas Pilsens foram incluídos tapioca e gengibre; outras apresentaram fórmulas com oito tipos de malte diferentes, quatro lúpulos e uma enormidade de aditivos como tangerina, gengibre, baunilha e zimbro. Na fermentação também foi usado madeira a partir da laranjeira e do carvalho branco, dando um toque amadeirado ao paladar.

Os candidatos têm até o dia 14 de novembro para enviar suas amostras. A divulgação dos vencedores será feita no dia 23 de novembro, durante o Mondial de La Bière. O prêmio é de R$12 mil para cada categoria e um jantar no Restaurante Aprazível. As cervejas ainda podem entrar na carta da casa. Um brinde e boa sorte aos cervejeiros!

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*