Parti-gyle — Quando o mosto rende mais

O processo tem origens seculares e se constitui de alquimias e misturas envolvendo grãos e mostos para extrair cervejas. Pedro Fraga, sócio-fundador, cervejeiro e diretor de comunicação da Wonderland Brewery (RJ), compartilha aqui algumas noções.
Pedro Fraga explica que parti-gyle é o nome que se dá às cervejas produzidas a partir de um mesmo volume de grãos: “É, em linhas gerais, produzir duas ou mais cervejas ao invés de uma, usando a mesma base de maltes e grãos”. Para reforçar, o mosto de cerveja é o líquido cheio de açúcares destinado ao processo de fermentação resultante da extração e quebra do amido do malte de cevada e cozido em determinadas temperaturas por um período de tempo.

Leia a matéria completa na edição 52 da Revista da Cerveja.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*