Qualidade, La Trappe e cinema — Revista da Cerveja #45

Texto: Letícia Garcia | Foto: Andréia Ramires

O meio artesanal se preocupa com a qualidade dos processos cervejeiros. Para aqueles que já acompanham o segmento cervejeiro, isso não é novidade, mas é bom ressaltar para os novos apreciadores de que não há dúvidas quanto a isso.

Novos equipamentos, pesquisas e informações são aplicados diariamente em microcervejarias de todo o país para garantir a segurança na fabricação da bebida.Aqueles envolvidos na produção cervejeira reforçam a afirmação de que qualidade é prioridade. Por isso, esta novíssima edição #45, que será lançada no Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau/SC, traz matérias que enfatizam e refletem a busca constante pela qualidade.

Processos seguros

Este número traz uma reportagem que explica os processos e a importância dos testes de qualidade para cervejas, com informações de laboratórios brasileiros especializados. Também o entrevistado da seção Mercado Brasileiro é José Gonçalves Antunes, professor do Senai que há mais de 20 anos trabalha na capacitação de profissionais para o setor — enfatizando a importância do ensino cervejeiro.

Para abordar a qualidade e a segurança dos processos de resfriamento, uma matéria com o experiente mestre-cervejeiro Gustavo de Miranda apresenta os sistemas de refrigeração usados em microcervejarias.

La Trappe, ícone trapista

O destaque da capa é a centenária cervejaria La Trappe. Uma reportagem completa recupera a história dessa marca trapista e traz entrevista exclusiva com Padre Isaac, responsável por sua operação. O movimento segue evoluindo e exemplo disso é o crescimento de cervejarias no Espírito Santo, estado que vem se destacando no cenário nacional — o panorama da cena artesanal na região também está nesta edição.

Novos eventos não param de surgir e um dos mais recentes é o Festival Cerveja das Montanhas, organizado pela Rota Cervejeira RJ, que teve cobertura da RC. A harmonização da vez é com receitas de cinema, organizadas pela dupla Lucas Meneghetti e Natália Tussi, do Roister, e o Viajante Cervejeiro, Edson Carvalho, faz um roteiro de bares de BH. Uma recuperação dos materiais de copos ao longo da história e a receita de uma Session IPA também são destaque, além das muitas novidades que sobre o movimento cervejeiro nacional.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*