Turismo cervejeiro — Conhecendo a Serra Verde Imperial

Por Ana Pampillon, turismóloga, sommelier de cervejas, coordenadora da Rota Cervejeira RJ e atuante no mercado de lúpulo brasileiro.

Por aqui sigo na caminhada pelos “5” cantos da Serra Verde Imperial no estado do Rio de Janeiro, com o propósito de contar um pouquinho sobre a região e toda a história cervejeira que vem desde a época do império. Não à toa, é chamada Serra Verde Imperial.

A cidade da vez é Nova Friburgo, cidade de colonização Suíça que começou sua história com o cultivo do café, porém, em 1893, o descendente de suíços, Albano Beauclair, instalou uma fábrica e uma cervejaria na Vila de Nova Friburgo.

Albano era mestre-cervejeiro formado na Alemanha e abriu seu negócio por lá, em razão da notória qualidade da água da região, conhecida por suas características medicinais. A água naquele período sempre foi um fator determinante para a elaboração de boas cervejas e importante para as primeiras cervejarias que se instalaram na região serrana do Rio de Janeiro.

Nova Friburgo conta hoje com mais de 10 cervejarias, das quais cinco delas fazem parte da Rota Cervejeira RJ, que proporcionam incríveis experiências cervejeiras. Que tal eu começar a te contar sobre cada uma dessas experiências?!

Começarei na próxima coluna a explorar em detalhes cada uma delas, que estão se adaptando ao novo contexto com experiências personalizadas, criativas, exclusivas, e claro, acompanhadas de cervejas maravilhosas.

São elas as cervejarias Alpendorf, Barão Bier, Lumiarina, Pontal e Ranzbier.

Até a próxima viagem!!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*