Wäls lança cerveja Copo Lagoinha

Cervejaria Mineira lança rótulo “Copo Lagoinha” e se une ao movimento de arte de Belo Horizonte/MG para resgatar tradição de uma das regiões mais importantes da cidade. A programação conta com várias atrações até o dia 15 de setembro.

Para comemorar os seus 20 anos, a Wäls marca se junta ao Circuito Urbano de Arte (Cura) em um movimento para resgatar toda a história da região da Lagoinha, reduto muito popular da capital mineira na década de 60. Para marcar a festividade, a cervejaria lançou um rótulo especial, a “Copo Lagoinha”, e embarca com o Cura na decoração e na parte artística do projeto.

Pinturas em muros, fachadas e bares do local, vão transformar a Rua Diamantina em um verdadeiro Mirante de Arte Urbana. O movimento também vai contar com diversas atrações, com: DJs, roda de samba, shows, oficina, mesas de debate e feira de arte. No fim de semana de encerramento, ainda haverá uma feira gastronômica somente com cozinheiros da Lagoinha convidados pelo chef Miller Machado, do Armazém NOito.

A Wäls Copo Lagoinha é uma puro malte leve e clara do tipo Pilsen, com 4,2% de teor alcoólico e 20 IBU. Ideal para ser consumida no “Copo Lagoinha”, a cerveja não é filtrada. Criada especialmente para a região de mesmo nome, ela será exclusiva, com venda apenas nos bares do local. Seu rótulo também será especial. Totalmente branco em um primeiro momento, ele vai reproduzir as artes criadas pelos artistas do Cura nas edificações. Mas isso, só após o festival chegar ao fim.

“Em nosso aniversário, nos juntamos a outro ícone de Minas Gerais, o movimento Cura, para valorizar o bairro Lagoinha e resgatar a história dessa importante região da nossa cidade. Essa importante região é histórica para Belo Horizonte e queremos trazer de volta toda sua tradição. E nada melhor do que fazer isso com uma grande festa, com uma nova cerveja, muita música e uma decoração diferenciada”, afirmou Arnaldo Garcia, gerente de marketing de Wäls.

Criado por Janaína Macruz, Juliana Flores e Priscila Amoni, o movimento Cura nasceu com o objetivo de colocar Belo Horizonte no mapa mundial da Street Art. Há dois anos, as artistas têm espalhado suas pinturas pelas diversas paredes de concreto da cidade. Até o momento, já são dez grafites e um ponto turístico.

“O Cura-Lagoinha surgiu após convite de moradores da região, pois eles acreditavam que a iniciativa poderia dar mais visibilidade para o local. Adoramos esse chamado e encontramos em Wäls a parceria perfeita para desenvolver esse projeto. É uma grande oportunidade para contar uma história muito importante para os mineiros”, declarou Juliana.

Foto: Divulgação

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*