Fermentando a web: Jaime Ojeda, do Con Espuma

Jaime Ojeda Selame compartilha uma característica com  os blogueiros de cerveja já entrevistados por aqui — além do amor pelo pão líquido, é claro. Assim como eles, desempenha um punhado de funções no universo cervejeiro e tem uma formação avessa à área: é arquiteto.

“Siempre quise aprender a destilar”, começa o chileno de 33 anos. Jaime, que vive em Santiago, conta que sua relação com cerveja artesanal começou há uns 10 anos. Na época, um amigo que trabalhava em um brewpub de Chicago (o Emmett’s), nos EUA, o convidou para conhecer o lugar. O interesse de Jaime era zero, já que, como disse, seu negócio era conhecer mais sobre os processos de destilação. Mesmo assim, ele foi e conheceu as maravilhas da fermentação. Em seguida, começou a trabalhar no pub como bartender e logo se candidatou a voluntariar na cervejaria.

Do chão da fábrica, onde foi convidado para continuar na área de produção, foi um passo para Jaime se especializar. Fez alguns cursos no Siebel Institute e na World Brewing Academy, sobre fermentação e maceração, e então o curso de Tecnologia Cervejeira.

JAIME OJEDA 2

Con espuma e conteúdo

A origem do Con Espuma remete a um período não muito feliz da vida de Jaime. Em 2009, ele sofreu um acidente de carro, e, por conta disso, ficou mais de um ano afastado de suas atividades. Ao contrário do que poderia se esperar, a fase não foi pouco produtiva. “Nesse momento, me dei conta que no Chile não havia cultura de cerveja, e que quase ninguém sabia sobre as artesanais”, conta. Segundo ele, ainda, o número de sites a respeito em espanhol era escasso, foi aí que decidiu reunir informações para publicar em uma plataforma que funcionasse como uma ferramenta para propalar a educação e o consumo responsável de cerveja. Se ele já escrevia para algum outro blog? “Na verdade não. Não porque eu não queria, mas porque sou péssimo escrevendo”, brinca. Para essa (árdua) tarefa, ele diz que contou com a ajuda de alguns amigos.

Para a sorte dos apreciadores, os tempos hoje são outros e blogs sobre cervejas nascem todo dia. No Chile, Jaime destaca Tomo Cerveza, Brotherwood e Beer Geek. “Os blogs aproximam as pessoas do mundo cervejeiro, e as cervejarias, das pessoas”, afirma.

JAIME OJEDA

No momento, o Con Espuma está temporariamente fora do ar, mas já estão estudando uma nova versão para ele. Os projetos de Jaime, no entanto, não param por aí: em 2013, fundou, ao lado do amigo Charles Le May, a cervejaria Loom. A ideia surgiu como um experimento em uma área industrial da capital Santiago, os sócios queriam “ter uma nanocervejaria e apresentar às pessoas rótulos completamente diferentes das que haviam aquele momento no Chile”, conta. A proposta ainda é a mesma, mas o empreendimento foi ampliado e tornou-se um brewpub, onde, além de oferecer outros drinks e petiscos, são realizadas diversas atividades voltadas à educação cervejeira.

Cenário brasileiro

Como está o movimento por aqui? “Acredito que está anos luz à frente do Chile”, revela. “No Brasil, as coisas são feitas com mais seriedade, com um enfoque mais industrial do que no Chile”, afirma. Jaime também não dispensou elogios, citando cervejarias como as paulistas Colorado e Invicta, Tupiniquim (RS) e Wäls (MG), além de destacar o Festival Brasileiro da Cerveja como um dos acontecimentos do ano, ao lado do Copa Cervezas de América e do South Beer Cup.

Quer conhecer a Loom? Clique aqui.

Para acessar a página no Facebook do Con Espuma, clique aqui.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*