Abracerva cria Núcleo da Diversidade

Texto: Andréia Ramires | Foto: Freepik

Na última quinta-feira, 18, a Associação Brasileira da Cerveja Artesanal (Abracerva) realizou uma live no YouTube apresentando uma novidade: a criação do Núcleo da Diversidade, encabeçada por Nadhine França, coordenadora do núcleo. O intuito é promover debates, diversificar o perfil do consumidor e intervir contra a homofobia, machismo e racismo no meio cervejeiro. 

Durante a live conduzida por Taiga Cazarine, coordenadora de comunicação da Abracerva, Nadhine explica que a ideia já é desenvolvida nos Estados Unidos pela Brewers Association (BA) e que servirá de espelho para algumas iniciativas do Núcleo. “O núcleo deles é de 2017, então é recente também. A ideia de fazer esse modelo aqui é parecida: juntar pessoas que queiram fazer a diferença e mudar essa cultura cervejeira machista, homofóbica e que exclui pessoas com deficiência, por exemplo. Primeiro vamos avaliar os problemas e aí vermos o que podemos fazer diferente.”

Para dar o pontapé inicial, Nadhine salienta a importância da pesquisa no meio cervejeiro para compreender os principais problemas enfrentados. Diante disso, fará diferentes lives no YouTube da Abracerva para discutir temas relacionados à inclusão. Na quarta-feira, 24, a série terá inicio com o tema Orgulho LGBTQIA+ em um bate-papo com Danilo Reis, cervejeiro e gerente de produção da Cervejaria Vaia. “Vou trazer convidados para conversarmos sobre dificuldades e mostrarmos outras realidades. Precisamos dar voz, não dá apenas para deduzir”, comenta.

O presidente da Abracerva, Carlo Lapolli, afirma que a criação do Núcleo é essencial para criar um diálogo sobre o assunto no meio cervejeiro. “O Núcleo quer ouvir diferentes partes e com isso queremos construir na Abracerva uma mentalidade aberta, fundamental no mundo moderno em que a gente vive. É preciso ter esse diálogo para as pessoas terem mais empatia e compreenderem a visão do outro.”

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*