Mintel aponta o Brasil como o 2º país mais inovador no mercado de cervejas artesanais

A Mintel Group Ltd é uma empresa de pesquisa sediada em Londres. O estudo realizado afirma que as grandes empresas de cerveja deixaram os consumidores entediados, fazendo com que o mercado inovador das artesanais ganhe cada vez mais o seu espaço.

Conforme o estudo feito pela Mintel, os Estados Unidos lideram grande parte da cena cervejeira em sentido de inovação. Em 2017, os americanos contabilizaram 17% de todos os lançamentos globais de cerveja artesanal, ficando à frente do Brasil, que aparece com 9%.

Em entrevista ao Food Navigator-Latam, site de notícias e análises sobre o desenvolvimento de bebidas da América Latina, Johnny Forsyth, diretor associado da Mintel Food & Drink afirma que uma das razões pelas quais o Brasil é tão inovador em cervejas artesanais é que por anos a indústria cervejeira foi dominada por grandes cervejarias.

“Isso significava que o consumidor não tinha escolha, não tinha inovações interessantes de cervejas ou opções Premium. Essas condições de mercado também levaram os Estados Unidos a uma ‘revolução’ nos anos 1980 e 1990, e o Brasil está passando por algo semelhante”, afirma Forsyth.

Forsyth também salienta que essas condições de mercado fazem com que os consumidores fiquem essencialmente frustados e entediados com a falta de escolha, causando, então, a grande procura pelo segmento artesanal, que preza pela inovação, qualidade e variedade.

Além disso, os dados da Mintel mostraram que a Europa está começando a assumir o papel de liderança global na inovação da cerveja artesanal, com seis dos 10 principais mercados mais inovadores sendo da Europa. Seguido dos Estados Unidos e Brasil, os países que apontam são o Reino Unido, a Noruega, a Espanha, a Itália, a França e a Suécia.

“O artesanal é o ‘novo prêmio’ para as cervejas, e os consumidores ficam felizes em pagar mais, mesmo que por opções menores, do que aquelas produzidas em massa. Para os consumidores, a cerveja artesanal explora mais o seu desejo de novas experiências, oferecendo novos estilos que eles nunca beberam antes”, finaliza o diretor.

Foto: Freepik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*