New England Beer Calling — A procura da New England IPA perfeita (parte 2)

Por Thiago Martini, beer sommelier, juiz BJCP, Certified Beer Server Cicerone e cervejeiro caseiro.

Dando sequencia a saga da procura da New England IPA perfeita, iniciada na Tree House Brewing no mês passado, parto agora para a cidade de Stowe, no estado de Vermont, com o objetivo de conhecer a cerveja que deu origem a esse novo estilo dentro da família das American IPA. Estou falando da Heady Topper da The Alchemist Brewery.

O surgimento, oficializada hoje nos guias de estilo como New England IPA, foi através de uma experiência realizada por John Kimmich, sócio fundador e cervejeiro da The Alchemist, cerca de quinze anos atrás e que agradou muito ao grupo de clientes do seu pequeno brew pub, recém-inaugurado no interior de Vermont, batizando sua invenção de Heady Topper. No início este estilo foi chamado de Vermont IPA, e mais tarde após se alastrar pelo país, denominado de Hazy IPA ou Juicy IPA por suas características visuais e sensoriais.

Aparece então para o mundo uma American IPA frutada de caráter tropical, intenso aroma de lúpulo, corpo mais aveludado, não filtrada, não pasteurizada e, por esse conjunto todo, uma menor percepção de amargor do que as American IPAs tradicionais produzidas na costa oeste.

Além disso, usou-se uma particular cepa de levedura Ale, a Conan, e um específico ajuste químico da água priorizando uma relação maior de cloreto em relação ao sulfato. Por todo esse aroma e sabor inusitado fez com que este estilo ganhasse cada vez mais destaque no mercado dos Estados Unidos, e se propagando rapidamente para o resto do mundo nos últimos anos.

A maneira mais legal de ter acesso a Heady Topper é, sem dúvida, indo até a cervejaria. Reservei antecipadamente um lugar para a visitação da área de produção e que garante, além de um bom bate papo com o pessoal da fábrica entre os fermentadores, uma quase ilimitada quantidade de amostras em torneiras e até diretamente dos tanques. Cerveja mais fresca impossível!

Hoje, o pequeno brew pub da família Kimmich, na cidade de Waterbury, já não existe mais devido a danos causado pelo furacão Irene em 2011. Aliás, mesmo ano em que começa a operação da sua pequena fábrica na mesma cidade. Por causa do grande sucesso, em 2016 começa a produção na segunda micro cervejaria, essa agora na cidade de Stowe. Somente a fábrica de Stowe é aberta ao público para visitação, degustação e compra das cervejas.

A verdade é que a Heady Topper já virou uma instituição entre os cervejeiros americanos, onde é considerada uma das melhores cervejas do país por diversos sites especializados como o Beer Advocate, Untappd, Rate Beer, entre outros.

A visita na cervejaria e a possibilidade de se ter em mãos a Heady Topper já é um grande atrativo, mas o pacote vem ainda mais completo. A cervejaria de Stowe fica nas margens de uma pequena estrada rural turística, com muito verde, riozinhos e pequenas cachoeiras no verão e muito branco com diversas estações de esqui no inverno.

E, quanto a busca pela New England IPA, faço minhas as palavras do mestre John Kimmich, “[…] so drinkable, it’s scary. Sometimes I wish I could crawl rigth into the can!” A Heady Topper é mais do que uma cerveja, eu diria uma obra de arte. Contudo, mesmo já muito satisfeito com a Tree House e com a The Alchemist, não me dou por vencido nessa busca e tenho mais um desafio: chegou a vez de ir até a Hill Famstead Brewery, também em Vermont. Ouvi falar que tem coisas boas por lá…mês que vem tem mais! Grande abraço e boas cervejas!

>> Leia a última coluna de Thiago Martini

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*